UNIFAP realiza primeiro debate entre candidaturas à Reitoria

Universidade Federal do Amapá – UNIFAP realizou na manhã desta segunda 21 o primeiro debate entre as candidaturas à Reitoria daquela instituição de ensino superior. Quatro chapas encabeçadas pelos professores Emerson Castilho, Padre Aldenor, Júlio Sá e Piedade Videira debateram diversos temas como pesquisa e extensão, ensino, gestão entre outros. A eleição para Reitoria da UNIFAP está marcada para o próximo dia 06/06. Continue lendo

Senador Randolfe Rodrigues lança sua pré-candidatura ao Senado pelo Amapá.

  • Com a partipação de lideranças políticas de todo estado do Amapá, Senador Randolfe Rodrigues (REDE- AP), lançou na noite desta sexta- feira (18/05) sua pré-candidatura ao Senado Federal pelo Amapá na sede do Sindicato dos Urbanitários do Amapá – STIUAP. A equipe do blog esteve cobrindo o evento, e contabilizou a participação de aproximadamente 2 mil pessoas (na regra de cálculo de 4 pessoas por metro quadrado).              Fotos: Raul Gemaque                                               

    Equipe do Blog Pensa Amapá

    Continue lendo

Falta trabalho para 27,7 milhões de brasileiros, aponta IBGE

 
fotografo]Marcello Camargo/ ABr[/fotografo]
 
São consideradas subutilizadas as pessoas que estão desempregadas, as disponíveis para trabalhar mais horas, mas não encontram essa possibilidade, as que gostariam de trabalhar, mas não procuraram emprego e as que procuraram, mas não estavam disponíveis para o trabalho
A taxa de subutilização da força de trabalho no Brasil atingiu um nível recorde no primeiro trimestre de 2018, informou hoje (17), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Acrescentou que 27,7 milhões de trabalhadores estão subutilizados, o que corresponde a 24,7% da força de trabalho no país, o maior percentual desde 2012.
 
São consideradas subutilizadas as pessoas que estão desempregadas, as disponíveis para trabalhar mais horas, mas não encontram essa possibilidade, as que gostariam de trabalhar, mas não procuraram emprego e as que procuraram, mas não estavam disponíveis para o trabalho.
Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que também informa que o contingente de desalentados é de 4,6 milhões de pessoas. No último trimestre de 2017, esse grupo somava 4,3 milhões de pessoas.
Desistência
A população desalentada é a que desistiu de procurar emprego e é definida como a que estava fora da força de trabalho por não conseguir um emprego adequado, não ter experiência ou qualificação, ser considerada muito jovem ou idosa, ou não haver trabalho na localidade em que reside.
A taxa de desalento atinge 4,1% da força de trabalho ampliada no Brasil e é mais intensa na região Nordeste, com 9,7%. Em Alagoas, 17% da força de trabalho desistiram de procurar emprego e, no Maranhão, 13,3%. No Rio de Janeiro e em Santa Catarina, o desalento é de 0,8%

Morre o Prof. Arthur Leandro de Moraes Maroja (Ogan Táta Kinamboji)

Nota de Falecimento

  • Com tristeza que comunicamos o desencarne do nosso querido, Ms. Arthur Leandro de Moraes Maroja (Ogan Táta Kinamboji) CF, foi professor da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), da Federal do Pará e fundador da Rádio Exú. Táta Kinamboji deixa um legado de ativismo político e religioso. Seus ensinamentos de simplicidade, o amor e a desmistificação das religiões de Matriz Africana. Não media esforço para ensinar, também sempre atento a ouvir e gostava muito de estar entre os seus. Disseminou o conhecimento da tradução das religiosidades africanas através de sua criação, Rádio Exú veio e fez história. Agregando a comunicação representada por este Orixá ao povo da Amazônia. Nós do Movimento de Juventude de Terreiro, assim como todos nossos irmãos estamos profundamente tristes, mas sabemos o legado de amor em prol da religião deixado por Pai Artur. Aqui nos solidarizamos com todas e todos que queriam bem nosso querido Pai. Nossos atabaques se silenciam e um novo ciclo começa. Axé.

Joaquim Barbosa fora da disputa para presidência

247 –  O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, filiado ao PSB, informou, por meio de sua conta pessoal no Twitter, na manhã desta terça-feira (8), que não será candidato à Presidência da República. 

“Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal”, escreveu.

Joaquim Barbosa vinha sendo apontado como um nome capaz de representar “o novo” na disputa, capaz de representar uma opção de direita ou centro-direita. Logo depois do anúncio de sua pré-candidatura, ele obter índices ao redor de 10% nas pesquisas eleitorais. Com  decisão, muda todo o cenário eleitoral mais uma vez. Aparentemente, a candidatura de Ciro Gomes deve ser favorecida e Marina Silva perde sua única chance de composição na disputa. 

  • Não

FALTA DE CLIMATIZAÇÃO DIFICULTA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DO CENTRO DE ATENDIMENTO AO SURDO

Usuários e familiares que utilizam os serviços do Centro de Atendimento ao Surdo reclamam da falta de qualidade na prestação de serviço devido ao calor provocado pela ausência de máquinas de climatização no local. Segundo parcela considerável do público atendido pelo centro, os transtornos vêm sendo gerados desde a mudança – por motivo de despejo feito pelo proprietário do prédio alugado ao centro – até o presente momento, no qual, segundo consta a Direção do Centro, não teria adquirido as máquinas de climatização. A equipe do Pensa Amapá não conseguiu contato com a direção do supracitado órgão, mas, desde já, coloca-se à disposição para divulgar a solução encontrada para a reclamação.

Antigo Prédio

 

Prédio atual

 

TEMER PODE SER PRESO ASSIM QUE DEIXAR O CARGO QUE USURPOU DE DILMA

247 – O clima entre os procuradores que participam de investigações envolvendo Temer e MDB é de muita animosidade com vc relação a Temer, informa Mônica Bergamo em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo. Alguns desses procuradores já falam abertamente que o emedebista poderá sofrer medidas cautelares assim que deixar o cargo, em 2019, e perder o foro privilegiado. As denúncias contra Temer foram suspensas por decisão da Câmara dos Deputados.

Amigos do presidente como José Yunes, o coronel João Baptista Lima Filho e o ex-ministro Wagner Rossi já chegaram a ser presos temporariamente no âmbito dos mesmos inquéritos.

Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que defende Temer, diz ter certeza de que, a partir de janeiro do próximo ano, “começará uma ativa e intensa ação persecutória, de investigação, do Ministério Público Federal e da Polícia Federal” sobre o presidente.

Curso sobre o Golpe nas Universidades federal e estadual do Amapá

A Universidade Estadual do Amapá vai realizar o curso de extensão sobre o Golpe 2016 ,  que  já está sendo ministrado na   UNIFAP – Universidade   Federal do Amapá. O curso se multiplica no Brasil, provando as manobras políticas para a tomada do poder feitas por Temer e seus asseclas para a retirada dos direitos do povo. Continue lendo

Nobel da Paz X Juiza da porteira. Imaturidade cronológica e emocional por Armando Rodrigues Coelho Neto

 

 

Esse sujeito fala com Deus? Disse Gilmar Mendes, ministro do STF, numa alusão ao juiz federal Sejumoro. A frase ecoou na dita Suprema Corte, durante a análise de um habeas corpus, pró-ex-ministro Antonio Palocci, preso em setembro de 2016. Com aquela fala na memória, divaguei sobre o assunto e me deparei com duas histórias pessoais.

Tenho um sobrinho que ao nascer passou por sofrimento fetal de consequências irreversíveis. Já “adulto”, durante uma audiência, foi humilhado por uma juizinha, que teimava em dizer que ele “fingia muito bem” e que “tinha provas de que ele fazia faculdade”. Pobre coitado! Mal sabe assinar o nome e recebe cuidados especiais até hoje! Mas, a juizinha, prenhe de convicção, rejeitou os pleitos judiciais requeridos pelo seu representante legal. Ele precisou reunir laudos e mais laudos, sem contar que a documentação apresentada foi submetida à perícia para aferir a autenticidade. Desde então, desconfio da maturidade, da testosterona, da jovialidade e da senilidade “precoce” da magistratura brasileira.

Tem muito mais juízes falando com Deus do que se possa imaginar. Em minhas conversas com advogados, tenho ouvido relatos fantásticos sobrenaturais protagonizados por juizinhas, juizecos e outros que tais. Em todos os casos, destaque para a imaturidade de grande parte desses barnabés acima do bem e do mal que, segundo a ex-ministra Eliana Calmom (STJ), não podem ter suas vidas investigadas. Mas são eles que, com chancela oficial, dão status de criminoso ao ex-presidente Lula, num processo anulável e uma prisão ilegal.

E por falar em não investigáveis ou sumariamente inocentados, me ocorre o juiz Sejumoro que divulgou ilegalmente falas da presidenta Dilma Rousseff. Gosto de lembrar esse fato. Simbolizaria a maior da lambança jurídica do século e a substituição da política pelo judiciário? Seria a nítida associação entre o golpe que leiloa o Brasil e a quadrilha que a tudo isso controla, num pretenso acordo nacional?

De repente me ocorrem as suspeitas de superfaturamento na construção do TRF-5 (Recife) que mal ocupou espaço na mídia e os “probleminhas” TRF-1 (Brasília). Sem contar os famosos embargos auriculares e as memórias sombrias de “Grande Balcão de Negócios”, nos quais advogados parentes de juízes conseguem vitórias inusitadas para seus clientes. Coisas que me levam a dizer, aqui/ali, que o Poder Judiciário brasileiro não sobreviveria a uma sindicância mal feita. Mas, como já dizia Sejumoro, isso não vem ao caso. O assunto mesmo é a imaturidade (cronológica e emocional) de significativa parte da magistratura.

No dizer de Gilmar Mendes, o juiz de Curitiba falaria com Deus. Já a juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba – presumo, não fala com Deus, mas fala com Sejumoro, o que seria quase a mesma coisa.

Para não fugir do tema imaturidade (seja cronológica ou emocional), é provável que a tal juizinha não tivesse nascido ou fosse uma garotinha quando Adolfo Pérez Esquivel, hoje com 86 anos, se tornou Premio Nobel da Paz (1980) e quando ele foi recolhido às dependências da golpista Polícia Federal, em 1981. Testemunhei o escarcéu naqueles tempos ainda obscuros. Até Paulo Maluf, governador de São Paulo entrou na fita com um ríspido diálogo com o superintendente da PF, que acabou sendo “promovido” (caiu pra cima).

Também é pouco provável que saiba o reconhecimento internacional do Frei Leonardo Boff, suas ações voltadas para Ética, Ecologia, Espiritualidade a fraternidade e seu empenho em favor do ecumenismo. A constrangedora imagem solitária de um sexagenário segurando o bastão, e que correu o mundo, tinha um quê do “Guardador de Rebanhos” eternizado pelo poeta Fernando Pessoa. Mas, como alguém rotulada como técnica e rígida teria estatura emocional para transcender a esse ponto?

Técnico e rígido, eis o mote complicador. Ciências humanas e exatas são coisas distintas e gente não é máquina. Juízes máquinas deixam o judiciário brasileiro sem alma, pois magistrados exageradamente técnicos e rígidos não contextualizam fatos, não contemporizam, não conseguem diferenciar o furto de um pacote de margarina do furto de um celular de última geração ou qualquer bem valioso. Afinal, a conduta formal é a mesma. Como são voltados pra si mesmos, julgam conforme seus próprios valores. Desse modo, Esquivel e Boff têm a mesma dimensão sociopolítica de um cidadão comum e podem ser barrados na porta da PF. Como disse o jornalista Ricardo Kotcho, “E se fosse o papa Francisco?”.

A imaturidade da juíza da porteira muito lembra a juíza que tripudiou de meu sobrinho. Está por certo indiferente à imagem de Leonardo Boff, 79 anos. Agiu como quem fugiu da aula de história ou perdeu noções básicas de humanidade e cidadania. Agiu sozinha ou falou com o interlocutor de Deus? A decisão foi mais imatura e desumana do que técnica e jurídica. Afinal, aplicar o direito não é uma simples adequação de fatos à norma. Os sexagenários Lula e Leonardo Boff e o octogenário Adolfo Esquivel não são pessoas qualquer. Se todo cidadão fosse qualquer não haveria foro privilegiado, nem privilegiados tão privilegiados quanto os que falam com Deus. Aqui a regra da igualdade se inverte.

A já combalida imagem da magistratura, hoje associada a um espúrio “acordo nacional” para derrubar a democracia, se tornou mais turva ainda, até internacionalmente. Está intrinsecamente ligada ao covil de Fora Temer, com seus convescotes pagos com o dinheiro público e menu cinicamente divulgado pela mídia golpista. Tão insólitos quanto os encontros secretos com a Madre Superiora. Cassada a soberania popular, o país vive um governo de minorias: parte controlada pelo covil do impostor e a outra parte pelos que se dispõem a dar ares de legalidade a maior farsa jurídica da história do país.

Nesse contexto, a juíza da porteira deu péssima contribuição para consolidar a imagem de preso político de Lula e tripudiou da história de Esquivel e Boff, sem que nem ela nem Sejumoro cheguem aos pés de nenhum dos três.

É o fascismo. Ao tempo que fingem combater corrupção, a sociedade que lhes sustenta cultiva a ganância e o chegar lá a qualquer preço, enquanto seus atores preferem falar diretamente com Deus.

Armando Rodrigues Coelho Neto – jornalista e advogado, delegado aposentado da Polícia Federal, ex-representante da Interpol em São Paulo

 

STF torna Aécio Neves réu por corrupção e obstrução de justiça

Por 5 votos a 0, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou tornar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) réu na ação que o acusa de corrupção e obstrução de justiça. O ex-presidenciável tucano foi denunciado em junho de 2017 pela Procuradoria-Geral da República, acusado de ter recebido 2 milhões de reais do empresário da JBS Joesley Batista como pagamento de propina, e de tentar impedir as investigações da Operação Lava Jato.Aécio Neves chegou a ser afastado de suas funções legislativas por 46 dias pelo STF, mas, após uma mudança de entendimento do próprio Supremo, foi salvo pelos colegas de Senado. O senador nega as acusações e se diz vítima de uma armação. A Primeira Turma do STF é composta por cinco dos 11 ministros da Corte.

Continue lendo

Turma do STF decide nesta terça-feira se aceita denúncia contra Aécio Neves

Via Agência Brasil

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decide nesta terça-feira (17) sobre o recebimento da denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) em um dos inquéritos resultantes da delação do empresário Joesley Batista, da JBS.

A sessão está marcada para as 14h. A Primeira Turma é composta pelos seguintes ministros: Marco Aurélio Mello (relator), Alexandre de Moraes (presidente), Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber.

Segundo a denúncia, Aécio solicitou a Joesley Batista, em conversa gravada pela Polícia Federal (PF), R$ 2 milhões em propina, em troca de sua atuação política. O senador foi acusado dos crimes de corrupção passiva e tentativa de obstruir a Justiça.

Também são alvos da mesma denúncia a irmã do senador, Andrea Neves, o primo dele, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), flagrado com dinheiro vivo. Todos foram acusados de corrupção passiva.

Em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (16), Aécio negou as acusações, criticou a Procuradoria-Geral da República (PGR) e desacreditou as informações obtidas por meio da delação de Joesley Batista, um dos executivos da J&F.

Nesta segunda-feira (16), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reiterou no Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de abertura de ação penal contra o senador Aécio Neves. Se o pedido for aceito, o senador se tornará réu do processo.